Memória Ameaçada

Memória Ameaçada

Por falta de curiosidade e de vontade política, as empresas brasileiras ainda não se deram conta da necessidade de investimentos em Cultura. Por exemplo, a Biblioteca do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP, uma das bibliotecas de maior prestígio do País, muitas vezes precisou de socorro financeiro para poder se manter atualizada. Da mesma maneira, o Correio Braziliense sangrou para assumir o patrocínio da edição dos 29 volumes correspondentes à história da primeira fase (de 1808 a 1822) desse mesmo jornal, aliás o primeiro jornal brasileiro a ser lançado, em Londres, em 1808 por Hyppolito José da Costa. […]

Read more »